ff

NovoHamburgo.Net - blog@novohamburgo.net
sábado, 4 de agosto de 2012
Incêndio atinge fábrica de calçados e bolsas Crislli Cristófoli em NH

Um incêndio de grandes proporções destruiu a fábrica de calçados e bolsas da Crislli Cristófoli em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos, durante a madrugada deste sábado. As chamas se propagaram rapidamente no interior do prédio, queimaram máquinas e produtos, e fizeram com que o telhado do pavilhão caísse. Não houve feridos. O fogo destruiu o Setor de Expedição, que fica na esquina das ruas Finlândia e Bélgica, bairro Rincão. A unidade atingida era uma espécie de depósito de calçados e bolsas prontos para serem remetidos ao clientes.

Não havia ninguém na fábrica, localizada no bairro Rincão, quando o fogo começou. Por volta das 6h40min, o primeiro funcionário a chegar, Jacir Luiz Graebin, 48 anos, aguardava a abertura dos portões quando o alarme começou a tocar. Olhando para o interior do prédio, viu as chamas crescendo rapidamente.

— Vi um clarão dentro da empresa. Foi como se tivesse pólvora, se alastrou muito rápido. Logo em seguida todo o telhado já tinha caído — lembra Graebin.

As chamas foram combatidas por 18 bombeiros nas unidades de NH, São Leopoldo, Campo Bom e Estância Velha e foram controladas em duas horas. De acordo com o sargento Edson Roberto Germiniani Moraes, que estava na primeira guarnição que chegou ao local, o fogo deve ter começado por volta das 2h.

— A empresa não tem ninguém no prédio durante a noite, e o segurança chega só às 6h45min. É provável que esse incêndio tenha começado no início da madrugada, mas a questão é que ele só foi visto quando já tinha se alastrado. Aí o telhado caiu, entrou mais oxigênio, e tudo fica mais complicado — explica o sargento.

Utilizando nove caminhões, os bombeiros primeiro evitaram que o fogo atingisse as casas vizinhas. Em seguida, atuaram no controle das chamas no interior do prédio, com cerca de 200 metros quadrados. O rescaldo do incêndio, no entanto, só deve ser finalizado neste domingo.

— Infelizmente essa demora até que alguém perceba o fogo diminui bastante as chances de que as chamas sejam controladas sem destruir o prédio. Uma análise será realizada para saber o que causou o incêndio — afirma Germiniani.

Localizada na Rua Bélgica, a fábrica, da empresa Cristófoli, tem cerca de 200 funcionários. Os proprietários ainda não se pronunciaram sobre como farão para manter a produção. Empregados que estavam na frente do prédio, durante o trabalho dos bombeiros, temiam por seus postos.

Fonte: ZH e Correio do Povo

http://www.facebook.com/novohamburgo.net

Crédito: Tarsila Pereira

Crédito: Tarsila Pereira

Crédito: Tarsila Pereira

Foto: Isaías Reinheimer / Diário da Encosta da Serra/Especial


Postado por WM Internet as 11:50 e tem 0 comentarios
0 Comments:

Postar um comentário

Voltar ao blog



Posts mais recentes Posts mais antigos

 
Google
 

 

٬timos Posts

Depois de ter a família rendida, homem é executado...
Acidente deixa cinco mortos e dois feridos no Vale...
Após onfirmação de segundo caso de gripe A, Novo H...
Acidente de trânsito com carreta de Novo Hamburgo ...
Hamburguense leva título sul-americano de Aquathlo...
Hospital opera perna errada de idosa em Novo Hambu...
Acidente mata hamburguense na BR-116 em Picada Caf...
Motociclista morre em acidente na ERS 239
ERS 124 - Morre Casal em Gol com placas de Novo Ha...
Paradas de ônibus da Capital recebem adesivos info...

Arquivos

Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Março 2014 Maio 2014 Outubro 2015

 

 

 

WM INTERNET